http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Cara de Pau é Apelido

Nos últimos dias evitei ao máximo falar de política. Primeiro, porque quase sempre, é mais do mesmo. O cenário político e seus agentes parecem rezar pela mesma cartilha, desmandos, fraudes, falta de decoro e as mesmas desculpas esfarrapadas e deveras cínicas de sempre. Aliás, tá chegando o feriado de independência e, pergunta-se o que se tem de fato para comemorar. Vemos cada vez mais, desculpas esfarrapadas para um habitual cinismo que nem se faz mais a questão de disfarçar.
Justifica-se o indecoroso ato de absolvição da deputada Jaqueline Roriz, alegando que o ato criminoso teria sido cometido antes do mandato parlamentar. Ora, já pensou se resolvessem abrir a jurisprudência: Todo ato criminoso cometido antes de se assumir um cargo público ou mesmo um cargo numa empresa privada, de nada importa. Seria como se a pessoa se dividisse em duas diferentes, era uma antes de assumir a responsabilidade de um cargo político e, após assumi-lô, repentinamente virasse outra pessoa totalmente diferente da anterior. Ao menos foi essa desculpa esdrúxula que nos enfiaram goela abaixo, confirmando mais uma vez que as casas do Congresso Nacional funcionam como produtoras de pizzas indigestas. Daqui a pouco, vão trocar os substantivos deputados, senadores ou parlamentares, para pizzaoilos. Melhor não, há vários pizzaoilos honestos e que nos apetecem com suas deliciosas pizzas que não merecem tal depreciação, a de serem - ainda que de brincadeira - comparados a um bando de seres sem noção que respiram e ansiam cada vez mais às benesses e insistem em nos colocar nariz de palhaço. Até quando, cidadãos de bem, iremos tolerar tamanha provocação?  Espera-se que um dia, ainda se poça comemorar, com gosto, um 7 de setembro, realmente feliz, com um país independente de parasitas corruptos que só pensam em seus bolsos. Por falar nisso, cuidado, a próxima falcatrua é tentar nos enfiar goela abaixo, a volta da famigerada CPMF - Contribuição por movimentação financeira - que supostamente era para arrecadar fundos para a área de saúde.  Em vez de se regular a emenda constitucional número 29, que trata do assunto, querem arranjar mil desculpas para "ressuscitar" este imposto, embora com algum outro nome, e aumentar ainda mais a já onerosa carga tributária brasileira. O problema real é que, não é a falta de recursos, o autêntico problema da saúde, mas sim, a péssima gestão dos recursos já arrecadados, os desvios de dinheiro devido à corrupção... Fiquemos atentos, para não termos mais uma vez, de pagar pela roubalheira alheia.
Por Lílian Soares
Texto anteriormente publicado em: http://lilly-espacodapalavra.blogspot.com/2011/09/cara-de-pau-e-apelido.html

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...