http://folhanewsletter.blogspot.com.br

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O que eu devo fazer para me erguer no mercado?

Eu posso falir, mas a empresa não. A empresa pode falir, mas eu não.

Caro leitor hoje dissertará um assunto interessante no mundo corporativo. Mercado, Empresa e Colaborador.
Gente, se eu os pergunto: “a empresa pode falir, mas só os fortes iram se reerguer” – o que quero dizer com isso?
Simples. Que se estamos muito bem preparados, capacitados, informados e atualizados, estamos prontos e aptos para o mercado de trabalho. Nos dias atuais só os fortes sobreviveram, não há espaço para os fracos ou aqueles que ainda acham que a empresa é do pai, do irmão, tio, primo e por ai vai.
Gente, a competição é a todo instante, saudavelmente, mas é a todo tempo, pois grandes profissionais saem a todo semestre das universidades buscando seu espaço no mercado de trabalho. Daí entra a diferença daqueles que buscam seu pleno potencial financeiro, reconhecimento, mérito e lugar na sociedade.
São aqueles que buscam além das graduações, as especializações e firma-se em uma empresa para construir carreira, com isso produzindo sucesso futuro, e programação de seu termostato individual para gerar ganhos e cargos elevados.
Meus amigos, estamos definindo o que devemos fazer para nos reerguer no mercado, em determinadas situações. E para as empresas, como seria?
Também simples, porém mais cauteloso. Pois a empresa o investimento inicial normalmente é alto, com isso afetando o patrimônio dos sócios, seu futuro como empreendedores, e o emprego de toda a equipe.
Podemos iniciar dizendo que o mercado é altamente competitivo, isso é fato. Podemos dizer também que a concorrência está de olho em nossos clientes, que a economia está flutuante, que a geografia do estado não é mais favorável, não gera mais rentabilidade e que os investimentos tem que ser cautelosos.
Mas Robson, tudo isso ai é pura teoria. Concordo.
Então vamos por em prática toda essa teoria:
A competição é boa, pois nos dar um “ar” de querer brigar para ser o melhor. Mas como ser o melhor? Buscando a melhor equipe, pois as empresas do século XXI, só venceram com pessoas que trabalhem para a empresa, que tatue a marca da empresa no corpo. Hoje em dia não utilizamos mais o “vestir a camisa” porque vestir a camisa, você vestir as 08:00h e tira as 18:00h. Se a concorrente olha para nossos clientes, significa que temos clientes de alto potencial, então que dermos toda a atenção necessária para este cliente. E porque não também olharmos os clientes deles?
Gente o espaço é para todos, tem mercado e vaga para todos. Porém só comerá a maior fatia, aqueles que mais preparados estiverem.
Sobre economia, estado não favorável, preços altos e outros afins, posso dizer que o defeito está nas pessoas que fazem parte dos processos decisórios, ou aqueles envolvidos nas gerencias das organizações.
Porque afirmo isso? Caros leitores, o mercado como disse é para todos, com pessoas altamente estratégicas e com pensamentos claros e objetivos, não há empresa que vá a falência.
Leitores, se vocês são altamente qualificados, condicionados e programados ao sucesso pessoal e profissional, vocês terão toda e qualquer solução para sair de situações complicadas. Afinal se vocês almejam o sucesso, esse depende da capacidade de resolução de conflitos, e busca continua de conhecimentos.
Dentro do mercado que a empresa atua vocês terão as cartas em mãos para tomar decisões que os levaram ao pleno sucesso, tanto financeiro como profissional, seja ele uma venda de ações da corporação, buscar novos mercados em outros estados, buscar clientes do concorrente, clientes ainda não enxergados, melhorar ainda mais a manutenção daqueles já existentes, capital de terceiros, demanda tecnológica dentre outros.
Meus amigos fixem o que vou dizer:
“O dinheiro é uma vadia que nunca dorme ciumenta e ainda lê trai.”
Se vocês realmente querem, focam e estão objetivados a terem o pleno sucesso financeiro, como já mencionei em outros post. Não é tarefa fácil.
Hoje em dia ninguém precisa ter informações privilegiadas, precisa ter objetivo, foco, e ser estratégico.
Pessoas que montem um plano de ação rápido e que não deixem a bolha estourar, ou continuar apagando incêndios. Digo isso tanto para a empresa, quanto para você pessoa física.
Imagem só, que se não fosse pelas pessoas malucas, onde estaríamos hoje? As pessoas não querem pensar, não querem quebrar a cabeça buscando soluções. Por isso repito: qual é seu modelo de dinheiro? O que você quer para seu futuro?
Caso você não tenha grandes perspectivas de sucesso, nem almeje grandes cargos e salários. Não aceite a proposta de um. Pois a decepção será ainda maior.
Finalizo dizendo que: “um pescador sempre ver outro pescador” e ninguém gosta de bebe chorão, como na primeira série.

Sucesso a Todos!



Robson Caravalho de Menezes - Editor do Conteúdo







Postar um comentário
* Você concorda com o que está escrito?
* A sua opinião é muito importante, participe;
* Todos os comentários serão devidamente respondidos.

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...