http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Que me desculpem as feias, mas beleza é fundamental


O famoso verso do poeta Vinícius de Morais parece nunca ter feito tanto sentido do que agora. Uma recente pesquisa canadense afirma que os belos tem mais sucesso, não só na vida pessoal, mas também profissionalmente do que aqueles não agraciados com a beleza. A pesquisa aplica a acadêmicos de uma universidade da província de Ontário, mostrou que aqueles professores que os alunos achavam mais bonitos, ganhavam cerca de 12% a mais do que os demais.
Isto é apenas uma pesquisa, mas desde os primórdios a beleza tem um sobressalto ao que não é belo. Mulheres estonteantemente bonitas sempre utilizaram de suas belezas para conseguir maridos mais afortunados, que pudessem lhe proporcionar um bom futuro. Mas até onde usar da beleza para ter uma melhor posição no trabalho?
Sociólogos acreditam que não há nada de errado em usar da beleza para subir na vida, e que isto é uma prática utilizada desde a antiga Grécia. O importe é saber até onde vai o limite. Em alguns casos a beleza conta mais do que a experiência curricular.
Não é coincidência que algumas das pessoas mais bem pagas do mundo são também as mais bonitas, Gisele Bundchen, o casal Jolie-Pitt, David Beckham, que nunca foi um exímio jogador, entre outros. É claro que há também os que são bem pagos por merecimento intelectual, a exemplo de Bill Gates.
Pelo visto o culto ao belo não terá fim, aliás sempre esteve presente. Não é a mídia que dita o que é belo, são as pessoas. A beleza parece não estar nos olhos de quem vê, como diria o ditado, mas sim, num senso comum.

Por: Isadora Dantas
www.sosaioassimseeugostar.com
Com informações: Revista Época 26/09/11



0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...