http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O futuro do Brasil na visão dos brasileiros

As expectativas, as esperanças, os desejos e as satisfações das pessoas são ingredientes muito importantes para as realizações e a efetivação do progresso do país e de melhora de vida das próprias pessoas. Se o povo está pessimista podem existir motivos que fundamentem esse pessimismo, ao contrário, se as pessoas estão otimistas com o país, com o estado ou com o qualquer outra coisa é sinal de que as coisas estão dando certo e a população enxerga nisso uma possibilidade concreta os fatores que fazem as coisas darem certo agora e continuem existindo também no futuro.
Consultar o que as pessoas acham da situação econômica do país e sua expectativa quanto ao futuro é importante para que se possa vislumbrar um futuro que seja compatível com o desejo e a esperança das pessoas.

O IPEA em uma pesquisa em que constrói o Índice de Expectativa das Famílias (IEF) por meio de amostra, famílias são consultadas mensalmente a respeito do que elas acham do futuro do país sobre diversos aspectos. Considerando essa pesquisa, pode-se dizer que de modo geral o brasileiro está otimista com o futuro do país. Quanto às regiões, o Centro-Oeste é a mais otimista e o Norte a menos otimista. As outras regiões estão mais ou menos dentro da média nacional.

Quanto à economia brasileira, os brasileiros estão um pouco otimista, embora menos do que estavam há um ano. Em torno de 58% dos brasileiros acham que o Brasil estará em situação melhor daqui um ano do que está atualmente. Quando se considera um período mais longo, a expectativa muda um pouco, mas não substancialmente. São 56% dos brasileiros que acham que o país estará melhor daqui a 5 anos do que está atualmente. Aqui, as regiões apresentaram resultados totalmente diversos umas das outras. Enquanto as regiões Norte e Sul apresentaram 43% das famílias otimistas com a economia do Brasil nos próximos cinco anos, o Centro-Oeste tem 83% de suas famílias otimistas, as do Nordeste 70% e as do Sudeste 48%.

Nessa mesma pesquisa foi constatado que 72% das famílias brasileiras estão em melhores condições financeiras do que estavam há um ano. Quanto à expectativa dessas famílias para as suas próprias condições financeiras para os próximos doze meses, entre 67 e 87% (variando conforme a escolaridade e o rendimento das famílias) delas esperam que os próximos doze meses sejam melhores do que agora. Quanto ao consumo de bens duráveis, 54% das famílias acham que atualmente é um período adequado para a realização de compras de bens permanentes. Ao mesmo tempo, 9% delas se consideram muito endividadas, 39% dizem que possuem dívidas em valores moderados considerando a renda familiar e 53% dizem não possuir nenhuma dívida.

O lema que diz que o brasileiro é otimista por natureza deve ser desvirtuado e mudado para “o brasileiro está otimista fundamentado em fatores que sustentam o dinamismo do Brasil”. A locomotiva do Brasil, que é o seu povo e sua garra, estando firme, forte e otimista o país pode ficar em posição privilegiada para mostrar ao mundo a sua força, importância, respeito e riqueza. Aos brasileiros o nosso país pode perfeitamente apresentar melhores condições de vida, melhores satisfações com o que ocorre aqui e um lugar propício para a prosperidade. O otimismo do brasileiro pode contagiar essa vocação do Brasil para o crescimento, o desenvolvimento e o progresso dos seus habitantes.

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...