http://folhanewsletter.blogspot.com.br

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Conheça as piores dietas do emagrecimento



Médicos e nutricionistas elegem as vilãs do emagrecimento saudável - Há fórmulas que não surtem efeito; outras afetam a saúde

Jejum de sexta a domingo. Pratos que só podem ter uma cor. Alimentação à base de sopa. As receitas para um emagrecimento quase instantâneo se multiplicam a cada dia. Enquanto reduzem as medidas, entretanto, algumas dietas da moda também eliminam do cardápio nutrientes essenciais ao organismo.
Cinco especialistas apontaram dez dietas que são as grandes vilãs da saúde, já que podem causar desde cansaço e indisposição a depressão, em casos mais graves.

Se você já tentou - ou ainda está tentando - perder peso com as dietas da Proteína, da Bíblia, do Tomate, da Melancia, da Sopa, dos 3 Dias, do Vinagre, do Tipo Metabólico, do Tipo sanguíneo ou das Cores: cuidado! É melhor procurar um endocrinologista e um nutricionista para garantir a boa forma com saúde.

- As dietas muito restritivas não são boas para a saúde. Elas vão fazer emagrecer num curto espaço de tempo, mas sem mudar o hábito alimentar da pessoa. Em um mês, ela acaba engordando de novo - explica a nutricionista e professora da Universidade Federal Fluminense (UFF), Vilma Blondet.

Carência de vitaminas
Os danos são diversos. Eliminar completamente as gorduras do cardápio, por exemplo, compromete a absorção das vitaminas A, D, E e K. A falta delas pode causar perda de massa óssea, problemas de coagulação sanguínea, distúrbios de visão e envelhecimento precoce, além de interferir no sistema de defesa do corpo.
- A falta de proteínas também é grave. Se você não ingere esse nutriente, o corpo, em catabolismo, começa a perder músculos. Por outro lado, o excesso também é negativo. É preciso equilíbrio - alerta o ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Amélio Godoy.

CONHEÇA AS DIETAS:

Dieta da proteína
O QUE É: a pessoa só come carnes, leite, queijos, ovos e outros derivados
POR QUE É RUIM: diminui a absorção de cálcio e, aumentando os riscos de osteoporose. Altera o PH do sangue (muda o funcionamento das células), e aumenta o acúmulo de gordura no fígado. Pobre em vitaminas, fibras, minerais.

Dieta da bíblia
O QUE É: a pessoa pode comer de tudo, mas a ingestão de calorias diárias é de, no máximo, 600 kcal (menos da metade do recomedado).
POR QUE É RUIM: De sexta-feira à noite até domingo de manhã não se pode comer nada (assim como nos jejuns da bíblia). O hábito é prejudicial à saúde e o número de calorias do restante da semana é muito baixo.

Dieta do tipo sangüíneo
O QUE É: o que se deve ou não comer é determinado pelo grupo sanguíneos (A, B, AB e O). Para o tipo A, por exemplo, é indicado não comer carne de frango ou vaca, nem laticínios.
POR QUE É RUIM: A dieta não possui comprovação científica, restringe grupos alimentares importantes e pode levar a carências nutricionais. Não determina a quantidade de alimentos que devem ser cosnumidos.

Dieta das cores
O QUE É: em cada dia da dieta come-se apenas uma cor de alimentos.
POR QUE É RUIM: Não promove reeducação alimentar. A redução do peso ocorre por perda de massa muscular e não de gordura. A falta de alguns alimentos pode causar dores de cabeça, hipoglicemia e tonturas.

Dieta do tomate
O QUE É: apenas três grupos de alimentos são permitidos: frutas, hortaliças e carnes e derivados. Gorduras, açúcares, cereais e leguminosas são proibidos.
PORQUE É RUIM: Muito restritiva. O baixo teor de carboidratos pode causar cansaço e indisposição, e a falta de gordura reduz a absorção de algumas vitaminas. Predispõe à flacidez.

Dieta da melancia
O QUE É: durante sete dias, só é permitido comer melancia.Nos outros sete, a alimentação é normal.
POR QUE É RUIM: Não promove reeducação alimentar e o valor calórico atingido pela dieta é insuficiente para suprir as necessidades energéticas. O baixo teor de nutrientes (proteínas, gorduras e Carboidratos), pode causar cansaço, indisposição e carências nutricionais.

Dieta do vinagre
O QUE É: indica o uso de vinagre em todas as refeições.
POR QUE É RUIM: Não existem evidências científicas a respeito da dieta, que não aborda nenhum princípio básico da alimentação saudável. Pode causar gastrite e úlcera, devido à acidez. Não há orientação para o consumo de alimentos ricos em fibras, antioxidantes, vitaminas e minerais.

Dieta do tipo metabólico
O QUE É: um teste indica qual o "tipo metabólico" da pessoa e se ela deve comer mais carboidratos, proteínas, ou os dois.
POR QUE É RUIM: Assim como as outras, limita ou restringe a ingestão de grupos alimentares importantes para a manutenção da saúde. Não existem evidências científicas.

Dieta da sopa
O QUE É: durante pouco mais de uma semana só se toma uma sopa com receita pré-definida. Nenhum outro alimento é permitido.
POR QUE É RUIM: É muito restritiva, de baixa caloria, impede a queima de gorduras. Causa baixa de humor, depressão e falta de energia.

Dieta dos 3 dias
O QUE É: O cardápio é baseado em frutas, chás, sucos, bolachas de água e sal e torradas. São permitidas seis refeições diárias.
POR QUE É RUIM: Não leva em consideração as necessidades nutricionais do indivíduo, Pode causar cansaço, indisposição e carências nutricionais. O emagrecimento é basicamente provocado pela desidratação.

Por Thamyres Dias do jornal Extra-RJ Domingo 24 de junho 2012

Veja mais em Saúde e Ciência

Fontes: Luciana Carneiro, membro da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) e da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica) / Vilma Blondet, professora da Universidade Federal Fluminense / Vivian Goldberger, nutricionista com atuação em Personal Nutri, com foco em reeducação alimentar / Amélio Godoy, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...