http://folhanewsletter.blogspot.com.br

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Pesquisa revela que sêmen deixa as mulheres mais felizes

Segundo um estudo feito pela New York State University um dos segredos para a felicidade feminina pode estar no sêmen.

O contato com o líquido deixa as moças mais felizes e pode ajudar no combate à depressão. Isso porque a substância influencia quimicamente os níveis de humor feminino.

Os pesquisadores compararam a saúde mental e a atividade sexual de 293 mulheres. Cada participante efetuou alguns testes e respondeu anonimamente a um questionário sobre sua saúde, comportamento e atividade sexual.

De acordo com a pesquisa, o líquido seminal contém três substâncias que alteram o humor: cortisol - responsável por aumentar a afeição - além da estrona e oxitocina. As duas últimas substâncias elevam o humor. Ou seja, seu marido é diretamente responsável pela sua "alegria".

Por Charles Nisz | Vi na Internet - Via Daily Mail

PUBLICIDADE
Sex Shop Site G

De acordo com blog Amor e Sexo, o esperma do homem é tão salgado ou ácido, que quando ele ejacula no fundo da garganta provoca ânsia. Nenhuma mulher é obrigada a engolir sêmen, ainda mais que em alguns casos, o esperma provoca ânsia.

O curioso é, se o sêmen é composto por frutose, que é o alimento que mantém vivos os espermatozóides dentro do esperma, enquanto eles não chegam até o óvulo, o sêmen não deveria ser doce? Pois é, deveria, mas alguns fatores podem mudar o gosto do esperma e deixa-lo com um gosto avinagrado.

O sêmen é um meio alcalino, que deveria se assemelhar ao gosto de um leite de magnésia, justamente para combater o meio ácido que é a flora vaginal. Quando o sêmen se torna ácido, ao entrar em contato com as papilas da língua, se torna desagradável ao paladar, fazendo com que a parceira, no caso, trave a garganta para não dar ânsia de vômito. Entenderam o porque que algumas cospem ao invés de engolir?

Mas aí vem a pergunta “Então, como deixar meu esperma com gosto agradável, doce, como um manjar dos deuses”? A resposta é simples: alimentação.

Alimentos com base alcalina como carnes e peixes, podem produzir um sêmen com gosto muito mais amanteigado ou até mesmo com gosto de peixe. Algumas pessoas afirmam que o consumo de frutas não ácidas, doces e bebidas alcoólicas de boa qualidade, podem melhor o gosto do sêmen, dando a ele um sabor adocicado.Um exemplo é quando você toma suco de laranja, já percebeu que sua urina fica mais ácida, com cheiro mais forte?

Existem no mundo do mercado erótico produtos que prometem acabar com esse gosto ruim! Um deles é o Sweet Secretions que proporciona uma ejaculação sem gosto. Promete tirar o gosto salgado e acido do sêmen, deixando apenas o doce em evidência. Um outro produto é o BOP for him/her (para mulheres também!), que você toma 2 horas antes da relação sexual e você terá, além do gosto de frutas, uma aroma muito mais agradável! Uma excelente saída para as mulheres que gostariam de engolir o sêmen. Fonte: www.meionorte.com/amoresexo


Segundo uma outra informação no blog do André Mansur: 'Gargarejo com sêmen previne inflamações e amigdalite'

Após várias especulações e piadas na internet a respeito das propriedades curativas do sêmen humano, eis que um dos maiores laboratórios de pesquisa em medicinas naturais resolveu o impasse. A revista eletrônica ZooBioVida publicou uma nota explicativa, afirmando que compostos presentes no líquido prostático possuem relevante teor antiinflamatório. Ou seja, chega de piadas: gargarejar ou engolir esperma pode sim ajudar na prevenção e também no tratamento de inflamações na garganta e amigdalites.

A nota do laboratório, assinada pelo pesquisador argentino Dr. Selfílio Dazuña, explica que o líquido prostático é apenas parte da composição do sêmen, associado ao líquido seminal e aos espermatozóides. O líquido produzido na próstata apresentaria o chamado FI positivo, de acordo com a nomenclatura criada pela nutricionista Monica Reinagel, do Colégio Americano de Nutrição e autora do livro The Inflammation Free Diet Plan. O pesquisador propõe uma comparação dos níveis de FI positivo do líquido prostático com outros alimentos considerados de alto teor antiinflamatório: salmão, alho, cebola e azeite de oliva. Os resultados mostram que o potencial preventivo do sêmen pode superar em até 69% o do azeite de oliva, chegando a quase 90% em relação ao alho, à cebola e ao salmão.

Dazuña esclarece que “as propriedades curativas e preventivas da ingestão do sêmen não devem ser ignoradas por puro preconceito ou tabu. Já é hora de abandonarmos essa cultura atrasada e colocarmos a saúde em primeiro lugar.” A nota traz também sugestões para aqueles que querem proteger-se de inflamações no trato digestivo, mas sentem repulsa quanto à ideia de ingerir esperma humano: “A boa notícia é que o esperma de outros mamíferos possui o mesmo teor de FI positivo. Além disso, é possível misturar o líquido prostático a frutas e outros alimentos, para um sabor mais agradável”. Porém, é importante destacar que a forma de captação in natura pode ser mais eficiente do que quando o líquido for misturado a outros componentes. De qualquer forma, o argentino acredita que não faz sentido o problema que em geral as pessoas veem quanto à ingestão ou gargarejo do sêmen. Para ele, “é um sabor menos forte que o do alho e da cebola, tem odor semelhante ao do salmão e é tão viscoso quanto o azeite! E nós não comemos todas essas coisas?”, questiona.

Além dos benefícios diretos (entre os quais poderia-se incluir a nutrição que o sêmen proporciona à pele, fato conhecido desde os tempos de Cleópatra), a forma de captação do líquido prostático ainda pode promover uma maior aproximação entre casais, reduzindo-se, assim, o risco de adultério.

Por enquanto nenhum profissional da medicina tradicional se pronunciou a respeito do assunto. Sabe-se porém que estudiosos da Bioenergologia (que estuda as energias transcendentais da natureza que vitalizam os seres vivos) estão muito interessados no tema, e pretendem estudar a energia esotérica do sêmen e suas propriedades na cura espiritual.

ISA JOKE | andremansur.com

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...