http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Você sabe o que é abuso sexual?

01:28 By Folha Newsletter , No comments


Saiba como identificar se você sofre ou comete esse tipo de erro

Esse é um assunto bem pesado e que tenho falado aos pouquinhos aqui, mas em uma conversa essa semana uma pessoa me disse que muita gente não sabe identificar o que é a tal violência sexual. Para mim parece simples, mas resolvi escrever esse post para que homens e mulheres não tenham mais dúvida na hora h.

Em tempos de banda famosinha se aproveitando de fãs, de abuso sexual voltando a ser uma arma de repreensão contra manifestantes e de pais abusando de seus filhos dentro de casa, é bom ter certeza de que você não faz parte dessa coisa horrível.

Fazer o certo e fazer o errado costuma dar o mesmo trabalho — normalmente, fazer o errado dá mais trabalho, na verdade — e você não quer ser um babaca que passa dos limites, quer?

Não quer dizer não
O primeiro passo é bem simples. Se você fala para qualquer pessoa que quer fazer isso ou aquilo e ela diz que não está com vontade, não há outra opção senão respeitar o que ela quer. Simples, não?

Vencendo pelo cansaço
Você não vai ganhar ninguém pelo cansaço e ninguém vai mudar de ideia se você começar algo sem permissão porque a pessoa vai sentir que, na verdade, queria sim. Isso não funciona dessa maneira!

O papo de vencer pelo cansaço normalmente é atrelado ao assédio moral. Se um cara não quer fazer sexo com uma garota, ela diz que ele deve ter um pênis minúsculo, que parece que não gosta de mulher e tenta ferir, por todos os meios, a masculinidade dele. Quando é uma mulher, ela escuta muito que se não fizer, o cara vai procurar alguém que queira fazer, que ela não está cumprindo seu papel de namorada (ou seja qual for a ligação entre as pessoas) e ela acaba por se sentir insegura e com medo de ficar sozinha.

Isso é simplesmente errado. Não faça. Não rolou hoje, pode rolar amanhã, mas só se os dois tiverem certeza do que querem.

Eu queria, não quero mais
Você tem o direito de mudar de ideia. Você estava louca para fazer sexo, mas algo aconteceu e você não quer mais. Tudo bem. Nessa hora todo mundo tem que parar a brincadeira. Assim que um falou que não quer mais, tudo o que acontece depois é abuso.

E lembre-se, bonita, se o cara que está com você perder a vontade não é para ficar falando que ele é brocha. Ele simplesmente não quer mais. O problema não é você. Na verdade nem existe problema, ele só não está com vontade.

Sexo e violência
Essa combinação pode ser muito legal, divertida e uma delícia, mas só se os dois tiverem tesão por isso. Se você não gosta de apanhar, não tem que apanhar. Se não gosta de bater, não tem que bater. Fácil de entender, não é?

E usar violência para conseguir sexo — seja violência verbal ou física — não é permitido, tá? E quando eu digo que não é permitido, estou falando de lei. Não pode mesmo, dá cadeia e tudo.
Se você tiver tesão por isso, combine antes os limites com o parceiro e assim ninguém vai se machucar.

Acordei com ele dentro de mim
Muita gente diz por aí que acha o máximo quando acorda com o namorado já ali, fazendo as coisas enquanto você dormia. Okay, isso pode ser uma prática comum entre alguns casais, mas não soa bem estranho você estar dormindo e alguém ter tesão em transar com você? Com um corpo meio morto?
Pois é, isso também se enquadra em abuso. Você estava inconsciente e não podia dizer se queria ou não, então ele não deveria começar nada.

Isso também vale para você, que acha sexy acordar o bonitão com um lindo sexo oral. Ele pode não gostar de ser surpreendido assim.

É claro que, dentro de um relacionamento, tudo pode ser aceito e virar brincadeira do casal, mas é legal conversar antes. E fora de um relacionamento, se você dormir em algum lugar e acordar sendo bolinada, isso é crime.

...de bêbado não tem dono
Essa é uma grande mentira. O corpo de todo mundo tem dono, sim, e é só esse dono quem pode decidir o que fazer com ele — pra esclarecer, o dono do seu corpo é você mesma, mais ninguém. Não é porque você bebeu que alguém pode abusar de você, se aproveitando disso. Essa é uma coisa BEM clara. Nada deve ser feito sem o consentimento de todas as partes.

Nem teve penetração...
Outra lenda urbana é que 'passar a mão' não é nada demais. Assim como acham que é engraçado fazer piada sobre mulheres sendo 'encochadas' no metrô. Tudo isso é algo demais, sim. Ninguém, em nenhum momento, pode tocar seu corpo sem seu consentimento.

Outro dia uma amiga comentou que viu uma mulher fazendo um escândalo no ônibus porque um homem tinha passado a mão em suas pernas e muita gente estava achando graça. Não é engraçado. Não é certo invadir a intimidade alheia, simples assim.

Ensine o certo
Muitas campanhas por aí ensinam como uma mulher deve se defender em uma tentativa de abuso, mas o que devemos mesmo é ensinar a homens e mulheres que é errado abusar, é errado passar dos limites impostos pelas outras pessoas.

Nenhuma roupa pede nada. Mesmo se você estiver nua, no meio da rua, ninguém tem direito de abusar de você. Nenhuma atitude torna normal uma pessoa fazer sexo contra sua vontade. Nenhum discurso, paquera ou relação faz com que você se torne um objeto sem poder de veto.
Isso vale para homens e mulheres. Vale para todas as pessoas que acreditam no respeito ao outro e querem ser respeitadas. Abuso sexual, estupro, é sério, é crime.

Se você tem um amigo que acha que isso é normal, conhece alguém que não vê problema em alguma dessas situações, converse, explique o que tem de errado e faça sua parte pra tornar o mundo um lugar um pouquinho melhor!

Por Carol Patrocínio | Preliminares

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no: preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...