http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O que fazer se o computador da empresa estiver com vírus

16:14 By Folha Newsletter , No comments

Ao chegar para trabalhar, um funcionário liga o computador e se prepara para navegar pela internet. Mas antes de conseguir abrir o e-mail, surge uma mensagem do antivírus na tela denunciando uma ameaça que pode ter infectado o computador ou a rede usada pela empresa.

Reprodução
Você pode tomar algumas medidas de segurança enquanto o caso não é solucionado

Como o funcionário deve proceder em um caso desses? O primeiro passo, claro, é entrar em contato com o setor de TI para avisar sobre a ameaça que pode prejudicar todos os computadores da empresa.

Mas até que tudo seja resolvido pode levar um tempo e os funcionários têm tarefas a cumprir. Especialistas em segurança afirmam que é possível usar o computador mesmo com a ameaça de vírus, embora seja preciso tomar uma série de cuidados e medidas para garantir que nada seja prejudicado.

Enquanto em um computador doméstico a solução é um pouco mais simples – no pior dos casos o usuário pode simplesmente formatar a máquina para eliminar a ameaça, apesar de essa não ser a única forma de resolver – em companhias a situação é um pouco diferente. São muitos computadores ligados em rede e com arquivos importantes armazenados dentro deles. Assim, a solução “formatar” não é muito indicada.

“Geralmente os casos nessas áreas são um pouco mais 'cabeludos', mais complexos. São vários computadores ligados em rede. Um malware infecta uma máquina, se dissemina pela rede e ataca outros”, explica Fabio Assolini, analista de malware da Kaspersky Lab no Brasil.

A primeira recomendação é evitar entrar em qualquer site que exija suas credenciais. Seja em banco, serviços de e-commerce, e-mail pessoal ou corporativo ou redes sociais, a senha pode ser roubada. Mas não é só isso.

“Enquanto o caso está sendo analisado, existem alguns processos que podem ajudar: atualizar antivírus, sistema operacional, navegador e plugins, por exemplo”, explica o especialista. Também é importante entender como o computador foi infectado para evitar novas ameaças no futuro. “Tem que se valer da memória para saber como isso chegou ao computador. Pode ser um pen drive, a navegação, a rede ou algum software”, diz. “Muitas das infecções acontecem principalmente por causa do comportamento do usuário”, finaliza.

Assim, até que o profissional responsável pelo setor de TI confirme a segurança nas operações, é bom tomar bastante cuidado na navegação na web após suspeitas de vírus.

Por Daniel Junqueira daniel.junqueira@olhardigital.com.br - olhardigital.uol.com.br

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...