http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Trabalho noturno e a saúde

Dicas para trabalhar bem sem prejudicar a saúde

O sono é importante para a recuperação da saúde em situação de doença, enquanto a privação deste pode afetar a regeneração celular assim como a total recuperação da função imunitária. A especialista Mahatad Amated diz que no período do sono que as partículas alfa do cérebro trabalham com maior eficácia.


O total de horas de sono para uma pessoa está normalmente entre as sete e as oito horas.


RELÓGIO DO SONO

Como o organismo reage com o passar das horas

De 5h às 17h - Organismo produz e acumula a adenosina que, à noite, facilita a produção da melatonina

17h às 21h - Olhos percebem a mudança de luz e enviam estímulos ao cérebro avisando que o corpo vai se preparar para dormir

21h às 3h - A adenosina começa a se transformar em melatonina, hormônio que produz sono

2h às 3h - Pico de produção de melatonina

3h às 5h - Cérebro produz o hormônio cortisol, que acelera o metabolismo e aumenta a pressão arterial, preparando o corpo para acordar. Cortisol inibe a melatonina

Não dormir adequadamente pode causar fadiga, diminuição dos reflexos, sonolência, envelhecimento precoce, queda da imunidade, dificuldade de concentração, problemas de memória e ganho de peso. A longo prazo a privação de sono total pode ser letal, mas é rara em humanos.


Arrumou um emprego noturno? A situação pode não ser fácil, mas a dica é se organizar para se adaptar, sem comprometer a saúde. É bom começar ajustando o ritmo de vida. Segundo o cardiologista Antônio Carlos Till, diretor médico do Vita Check-Up Center, assim que sair do trabalho, desacelere.

_ Faça uma refeição leve e deixe o quarto no clima de soneca - recomenda.

Para isso, invista numa cortina blecaute (também conhecida como corta luz), ventilador para refrescar o ambiente e o mínimo de barulho. O cochilo também é válido pouco antes de sair para trabalhar.

A alimentação também deve ter um cuidado especial. Especialistas recomendam comer a cada três horas e beber bastante água. Tomar café, ou qualquer bebida que tenha cafeína, ajuda a manter o corpo ligado, mas cuidado para não exagerar! Pode ser difícil desacelerar depois.

Mesmo seguindo essas dicas, perceba se conseguiu se acostumar. Desta forma, você poderá pensar em novas soluções, tentar readequar rotinas ou, quem sabe, mudar o caminho da profissão. Apesar de precisar do emprego, também é importante estar saudável.

_ A insistência pode deixar a pessoa doente e trazer risco para as atividades - diz Antônio Carlos Till.


SITUAÇÕES EXTREMAS

Aguda

No geral, passar mais de 24h sem dormir pode resultar em:

* Confusão mental;
* Raciocínio lentificado;
* Coordenação motora lenta;
* Problemas de memória;
* Irritabilidade;
* Hipoglicemia e aumento do peso;
* Aumento ou diminuição da pressão sanguínea;
* Capacidade de decisão racional;
* Desmaio;
* Delírio e alucinação;
* Envelhecimento precoce;
* Queda da imunidade.

Crônica

A privação de sono prolongada aumenta o risco de:

* Diabetes;
* Hipertensão arterial;
* Doenças cardiovasculares;
* Obesidade;
* Infecções;
* Acidentes (especialmente automobilísticos);
* Depressão e distimia;
* Transtornos de ansiedade;
* Agressividade e estresse;
* Problemas sexuais;
* Artrite;
* Dor crônica;
* Acidente vascular cerebral;
* Perda de massa muscular;
* Menor crescimento em crianças e adolescentes;
* Tremores e tiques;
* Psicoses.


Adapatado do jornal impresso Expresso-RJ

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...