http://folhanewsletter.blogspot.com.br

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Por quê uma aliança de casamento custa caro?

20:48 By Folha Newsletter , No comments


Muitas pessoas se perguntam, indignadas, por qual motivo uma aliança de casamento custa caro. O motivo é simples: o ouro puro, de 24 quilates, também conhecido como brilhante ouro fino ou até mesmo ouro 1000, se trata de uma preciosidade que durante muitos séculos foi extremamente disputada pela população mundial, ocasionando conflitos constantes entre diferentes povos e até mesmo guerras entre diferentes países. Sempre que ocorre alta procura e alta demanda no mercado, não só no segmento de matérias-primas, mas também em outros segmentos, como, por exemplo, o de alimentação e comércio, ocorre uma alta no preço final do produto.

Além de todos estes fatores, de forma resumida, o valor final do ouro para se produzir alianças de casamento é definido pela cotação mundial do ouro através da bolsa de valores de Nova York. Uma aliança passa a custar menos para os noivos quando há uma alteração na lei da procura e da oferta, mas também depende da cotação do dólar em todo o mundo. Para você sabe quanto vale realmente um anel de casamento, basta multiplicar a quantidade de gramas de ouro 24 quilates pela cotação do dólar no dia da sua pesquisa. Por exemplo: se o dólar está $2,23 e você quer 30 gramas de ouro puro, o custo será de $ 66,90.

Este valor final é acrescido do custo de mão-de-obra para a confecção do par de anéis e também do custo das ligas metálicas que são adicionadas ao produto. Estas ligas são acrescentadas na fabricação, pois o ouro puro é extremamente maleável e não é utilizado sozinho. Para se produzir alianças de casamento de melhor qualidade, entre outras joias, o ouro puro é fundido com matérias-primas, como o metal, o que gera resistência e durabilidade, sem ocasionar aquele efeito de ferrugem e “preteamento” com o passar do tempo. É preciso estar atento com o seu par de anéis, contudo, pois pode ser que alguém tente te enganar produzindo as alianças de casamento inteiramente com ligas metálicas e apenas banhando o produto no ouro, cobrando um valor final bem alto. Quando isso acontece, o material escurece com pouquíssimo tempo de uso e você percebe que não é ouro.


Para não ser enganado, saiba que o ouro puro possui 24 quilates, mas na fabricação de alianças de casamento e outras joias, misturam-se matérias-primas, as ligas metálicas, que podem ser prata, paládio, cobre, níquel ou zinco. Desta forma, o ouro passa a ter 10, 14, 18 ou 21 quilates. A mistura que produz anéis de maior qualidade é o ouro de 24 quilates com 25% de ligas metálicas. A proporção do ouro de 18 quilates, o mais utilizado para se produzir alianças de casamento, é a seguinte: 18 partes de ouro, 3 ligas de prata e 3 ligas de cobre.

Quando uma joia possui menos de 18 quilates de ouro, ela está sujeita a escurecer e até mesmo oxidar com pouco tempo de uso. Por causa disso, alianças de casamento muito baratas devem ser olhadas com cautela, pois sem sombra de dúvidas possui mais metais do que ouro propriamente dito. Por isso, vemos por aí no comércio quando dizem que determinadas peças são “banhadas” a ouro.

Então, agora você já sabe: aliança de compromisso de ouro mesmo custa um valor fixado pela bolsa de valores, sendo que a variação de uma joalheria para outra é referente à mão-de-obra. Quanto mais detalhes forem incorporados, como pedras preciosas e strass, mais o custo será elevado. Como ninguém vai comercializar o produto por um valor menor que o custo do ouro, não compre gato por lebre quando tentarem de oferecer alianças muito baratas.


Por Pilar Diniz | SEO Master

+ 55 21 4126-1965
www.seomaster.com.br
Twitter: @seomasterbr

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...