http://folhanewsletter.blogspot.com.br

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Conheça as Vantagens e Desvantagens do Piso de Granito

Todos os consumidores sabem que poucos momentos são mais complicados, que os de uma obra. Seja feita em casa, na empresa, enfim, em qualquer lugar no qual tenhamos de estar com frequência. Toda essa situação ocorre por diversos aspectos: o fato de o consumidor ter dúvidas sobre o que fazer; os problemas em potencial; a dificuldade em controlar um orçamento; entre muitas outras questões que deixam consumidores muito confusos.

Um dos pontos de grande dificuldade, em uma reforma, é, sem sombra de dúvidas, o acabamento, justamente pelo fato de o mercado oferecer uma enorme gama de opções de artigos, das mais diferentes marcas, preços e padrões de qualidade. Esse é justamente o caso da escolha do piso ideal, que é um ponto bem complexo de uma obra, ou reforma.

Isso porque, os mais populares são a cerâmica e o porcelanato que, embora sejam mais baratos, perdem o brilho com o tempo, fazendo com que tenham de ser substituídos mais tarde. Nesse nicho de mercado, então, o piso de granito se impõe como uma grande opção, embora seja menos frequentemente utilizado em residências. Entretanto, trata-se de um material de altíssima resistência e durabilidade, representando maior economia, em longo prazo, ao consumidor.

O granito é um minério natural, composto por três outros minerais – quartzo, feldspato e mica – sendo “duro” e pouco abrasivo – com resistência a arranhões – sobretudo se comparado aos já citados, porcelanato e cerâmica, além do mármore. Para aumentar o brilho, o granito pode ser polido diversas vezes, mantendo seu visual, como novo, por mais tempo.


Podendo tanto ser utilizado em interiores quanto exteriores, o granito é um material reconhecido por sua elegância e sofisticação e sua limpeza é muito prática e simples: basta o uso de pano úmido com um pouco de sabão do tipo neutro.
O granito ainda é praticamente impermeável à ação da água e de produtos químicos e abrasivos. O mármore, apesar de nobre, é bem menos resistente, pois é permeável e pode acumular água e sofre severos desgastes, quando submetido à aplicação de produto ácido.

Esse material é muito versátil, então pode ser colocado em fachadas de prédios, em pisos, em tampos de móveis, em pias, em paredes, em nichos, colunas, enfim, onde a imaginação permitir, sempre com o mesmo resultado: um grande sucesso, deixando o ambiente muito mais sofisticado.

Muitas pessoas evitam o piso de granito por ser bem mais caro. Entretanto, há de se compreender que toda a qualidade e resistência que esse mineral agrega, tem um preço. Além disso, como é pesado, tem dificuldade de ser transportado, o que encarece a distribuição do piso. Pela mesma razão, é resistente ao corte, o que também encarece a peça. Tudo isso é compensado pela extrema durabilidade, ou seja, é um investimento para a vida toda, desde que observados os cuidados de uso.


Por conta de sua reconhecida dureza, o granito acaba provocando maior pressão a articulação de pés e pernas, o que pode ser facilmente solucionado, ao colocar um tapete nos pontos onde as pessoas ficarem mais de pé, o que ampliará a sensação de bem-estar. Ao adquirir esse piso, deve-se solicitar tratamento antiderrapante, para que não haja nenhum risco ao usuário, haja vista de que se trata de um acabamento extremamente liso. Trata-se também de um mineral frio. Embora no calor não incomode tanto, no inverno, pode ser que o proprietário deseje instalar um tipo de aquecimento para o piso.

É um fato conhecido que o granito, dificilmente, fica rachado. Contudo, caso aconteça de ser provocada alguma lasca, deve ser aplicado epóxi, para fazer a “emenda”. Entretanto, com problemas em espaços maiores do piso, o reparo fica dificultado, porque fica bem aparente a “costura”, que deve ser feita por profissionais.


Por Pilar Diniz | SEO Master

+ 55 21 4126-1965
www.seomaster.com.br
Twitter: @seomasterbr

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...